Educação

Secretaria de Estado da Educação

Acessibilidade: A+ A() A-

 NOTÍCIAS

Governo abre inscrições para Feira de Ciências e Engenharia

Por: Thiago Soeiro - 24/05/2017 - 16:25

Foto: Erich Macias

Durante a manhã desta quarta-feira, 24, foi lançada a quinta edição da Feira de Ciências e Engenharia do Estado do Amapá (Feceap). O evento, este ano, acontece no período de 20 a 22 de setembro e as inscrições vão até o dia 31 de agosto. Poderão participar alunos de todos os níveis dos ensinos fundamental, médio e graduação de instituições brasileiras e internacionais.

A Feceap busca despertar nos jovens o interesse pela ciência, além de estimular a criatividade, a inovação e o empreendedorismo. A programação é extensa com exposições de trabalhos sobre tecnologia, geologia, robótica, sustentabilidade, educação, entre outras áreas.

O coordenador da Feceap, Gilvandro Pantaleão, informou que, este ano, são esperados mais de 100 projetos no evento. Segundo ele, a meta é receber pelo menos dez trabalhos do ensino fundamental – do 1º ao 5º ano –, que será inserido pela primeira vez na feira. Além desses, estima-se receber mais 20 projetos de estudantes do 6º ao 9º ano do ensino fundamental, 50 do ensino médio e técnico de escolas estaduais, 20 de estudantes de ensino fundamental ou médio de outros Estados brasileiros e dez trabalhos do ensino superior.

Os professores interessados em inscrever os projetos de seus alunos têm até o dia 31 de agosto para fazer as inscrições, de forma presencial, no Centro de Atividades de Altas Habilidades e Superdotação (Caahs, localizado na Avenida Almirante Barroso nº 1.690, Santa Rita, ou pelo e-mail feceap@gmail.com, solicitando a ficha de inscrição. Em junho, o site da feira entrará no ar e as inscrições também poderão ser realizadas no endereço www.feceap.ap.gov.br.

O professor Aldeni Melo, que trabalha nas escolas estaduais Santina Rioli e Professora Nazaré Vasconcelos, já participa com seus alunos desde a primeira edição da feira e vê no projeto uma oportunidade de desenvolver o gosto pela pesquisa científica.

“A Feceap permite que trabalhemos a pesquisa com os alunos, saindo do comodismo do dia a dia e mostrando a eles como pode ser interessante a prática do que é aprendido na sala de aula”, destaca o professor.